#PalavraDaSemana - Dificuldades

1:47 PM


Hey, meus queridos leitores. Como vocês estão? Quanto tempo, hein? Senti falta de escrever para vocês. Bom, está semana eu quis começar com uma tag nova: #PalavraDaSemana. Toda semana (ou quase toda) eu vou postar uma palavra e vou comentar sobre ela e sobre o porque ela foi escolhida. A palavra desta semana, embora ainda estejamos na terça-feira, foi a palavra Dificuldades.




Primeiramente eu gostaria de explicar o porque eu escolhi esta palavra, é simples. As duas últimas semanas tem sido corridas demais para mim. No quesito: Não tenho tempo para nada, além de respirar. Ainda bem que consigo respirar e fazer várias outras coisas ao mesmo tempo, ainda bem. Na verdade, é por não ter tempo para mais nada que eu não posto a algumas eras, sinto realmente muito.

No dicionário online de português Dificuldade significa:

s.f. Qualidade do que é difícil.

Impedimento, obstáculo.
Apuro, aperto.
Quem de vocês já não passou por alguma dificuldade? E eu não estou me referindo ao tipo de dificuldade que a Demi passou (sou Lovatic, me processem!), mas sim a qualquer dificuldade desde uma lição de casa mais difícil até a perda de alguém que você ama muito. Ah, sim, todos nós, meros mortais, já passamos por estas situações incomodas as quais chamamos dificuldades. Mas, isto seria mesmo tão ruim quanto parece? 

Não pense que eu estou viajando muito longe, ou que estou me referindo a algo novo, estou realmente dizendo que a dificuldade pela qual você tanto pena para suportar pode sim ser algo positivo. Como? Calma, querido leitor, cheguemos lá. Tomaremos como exemplo algo infantil e simples, para que todas as pessoas com todos os níveis de discernimento consigam compreender a mensagem:
1ª Situação: Você está caminhando na rua e tem uma bala (bala, me referindo ao doce, pelo amor dos deuses!) na sua mão. Você abre o pacotinho da bala, mas antes de conseguir colocar na boca você não toma cuidado suficiente e ela cai no chão. Você não pode mais comer aquela bala e se por acaso resolver come-lá... isso seria estranho, não coma a bala. Agora que não tem mais aquela bala você vai pegar a última bala que havia no seu bolso. E então, vai deixar ela cair? Ou vai tomar mais cuidado?

Se a sua resposta foi que deixaria a bala cair você é intelectualmente incapaz de compreender a metáfora, mas se você acha que iria tomar mais cuidado para não perder a última bala, parabéns, você é um gênio. Um gênio por compreender o método mais usado pela maioria dos cientistas e médicos do mundo: Tentativa e Erro ou Tentativa e Acerto. 

A onde eu quero chegar? As dificuldades são impostas todos os dias em nossos caminhos. Seja lavando a louça ou acordando atrasado para trabalhar. E naturalmente, dificuldades são ruins. Mas, não seria muito mais simples ultrapassa-lás se elas fossem boas? Exato, leitor. Então por que ao invés de se irritar com o transito, com sua família, ou até mesmo com o cachorro, você não tenta ver o lado positivo de todas as dificuldades? Todas as vezes que você ultrapassa um obstáculo, por mais simples que ele seja, você aprende mais com ele. Isso ajuda no seu desenvolvimento pessoal, lhe transformando em uma pessoa mais madura e racional. Por que? Simples:
2ª Situação: Vamos supor que você deveria acordar as 6h00 am para trabalhar, mas seu despertador não tocou e você acabou acordando as 7h00 am. Na noite seguinte, antes de dormir, você vai checar o despertador e vai se certificar de que ele toque na hora exata ou até mesmo mais cedo para que o atraso não ocorra novamente. Isto porque você sabe que fazendo isto vai garantir que não acordará atrasado novamente. 

Está é a beleza das dificuldades. Quando as ultrapassamos aprendemos a pensar melhor e analisar as possíveis consequências de nossas ações e aprendemos que existem certos cuidados que devemos tomar. Amadurecimento e racionalidade juntinhos. É claro que este foi um exemplo tosco, leitor, mas estes princípios são regra para a maioria das dificuldades. Desde casos amorosos até problemas de saúde, quando sabemos administrar estas dificuldades conseguimos extrair de cada uma apenas o melhor. E é claro, com isto aprendemos a expelir o que nos faz mal.

Ultimamente estou tendo dificuldade com relação aos meus horários. Não tenho tempo para isto e nem para aquilo, e quando me dou conta já é de noite e eu ainda não fiz nada. Eu já passei por isto ano passado e graças a isso consegui compreender que se eu organizar melhor meus horários, com cronogramas (que é o que eu faço) posso ter um controle sobre o que fazer e quando fazer e assim realizar todas as tarefas que eu tenho de realizar enquanto ainda tenho tempo. Nada complicado teoricamente, certo? Mas acredite, na prática tudo parece muito pior do que realmente é. O que nos resta é manter a calma, respirar fundo e analisar como podemos ultrapassar as dificuldades sem piores consequências. 

E para você leitor, qual é sua maior dificuldade? Eu espero que este post te ajude a supera-lá. Mas lembrem-se: 
Não existe aprendizado sem erros. Não existe erros sem tentativas. 

Não deixem de viver por causa das dificuldades, elas são necessárias para que a parte boa da vida realmente faça sentido. Falo com vocês, em breve.

You Might Also Like

0 Comentários

Muito obrigada pelo seu comentário!

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images