#Whatever

#Whatever - Por que Crepúsculo?

8:44 PM


Hey Pessoas! Saudades? Eu sim. Bom eu decidi postar alguma coisa durante esta semana porque faz algum tempinho desde o meu último post e eu realmente não quero desaparecer de vez. A tag #Whatever de hoje vai falar  um pouco sobre a Saga Crepúsculo, na verdade, sobre o porque eu decidi ler Crepúsculo este ano.

Como você pode conferir aqui eu criei um desafio Literário, que é na verdade uma meta de livros que eu pretendo ler durante este ano, e nesta lista está a tão conhecida saga: Crepúsculo. Bom, por que eu decidi ler Crepúsculo? Simples, eu preciso conhecer a saga antes de poder falar qualquer coisa sobre ela.

Na época em que os filmes foram lançados choveram criticas para cima de Crepúsculo. Muitas pessoas reclamando da unanime criatividade da Stephenie Meyer porque o Edward brilha, Oh! Eu como boa leitora e boa cidadã que sou, sempre permaneci neutra no assunto, por dois motivos:
1 - Eu, particularmente, gostei dos filmes.
2 - Eu não havia lido a saga ainda.
É o que eu sempre digo: Antes de criticar, leia. Stephenie não é uma escritora muito conhecida minha, na verdade, eu só criei interesse por finalmente, e eu repito finalmente, ler a saga agora porque eu finalizei a leitura de A Hospedeira que também é um best-seller da autora e pelo qual eu simplesmente me apaixonei. Eu havia visto o filme antes de começar a ler o livro e sinceramente? O Filme me pareceu vago e insatisfatório. Mas o livro realmente é rico em conteúdo e em êxtase literário, para quem ficar interessado, recomendo. Como eu me decepcionei com o filme e me apaixonei pelo livro imaginei que talvez pudesse acontecer algo parecido com a Saga Crepúsculo e então, tchan tchan tchan, decidi adicionar os Cullen a minha lista literária para 2014. Não prometo nada, mas irei me empenhar para cumprir a tarefa. 

Para os fanáticos pela saga quem sabe ganharam alguém no time? E para os que não gostam e já leram (realmente LERAM) respeito é algo tão necessário quanto o Oxigênio que você respira.

#QueridoEscritor

#QE - Histórias Originais

4:10 PM


Hey pessoas! Faz algum tempo desde a minha última postagem e eu quero iniciar está com tag nova: Querido Escritor, o nome do blog afinal. Este blog não seria nada sem a minha brilhante ideia (e eu devo repetir, brilhante) de escrever. Não que minhas histórias sejam boas, não quero me gabar, mas o que eu quero dizer é que escrever um livro, uma história, um conto ou até mesmo uma tirinha de quadrinhos foi o que me inspirou a estar aqui hoje. Eu, como boa blogger e escritora dedicada aos livros, quero ajudar vocês, pequenos passarinhos presos que também gostam de escrever, a serem libertados. A tag #QueridoEscritor vai servir para encorajar a você que simplesmente gosta de escrever, por que sim. 

Existem no mundo milhares de livros publicados, mas não são apenas histórias publicadas e vendidas que são realmente boas. Pelo mundo afora existem centenas de livros escritos e milhares de escritores que esperam por seu reconhecimento. Histórias Originais são, na verdade, histórias que não contém nenhuma forma de cópia de outras obras de nenhum tipo, onde os personagens, enredo, título e tudo o que se encontra na história é retirado exclusivamente da cabeça do eautor.

Estes escritos originais estão espalhados por todos os lados, principalmente pela internet e talvez não a maioria, mas uma grande parte deles são ótimas histórias que se publicadas prometeriam sucesso. Os Originais tem muita importância porque muitas vezes nos encontramos limitados a um único horizonte onde todas as obras seguem o mesmo enredo e com histórias originais, sem correção, sem comedidas, podemos ampliar a literatura para paisagens nunca antes vistas.

Minha dica para você que se interessou por este tipo de literatura é que procure por está em sites de fanfics e se você estiver ainda mais inspirado por este texto medíocre eu indico que tente escrever o seu próprio original. É isso galera, até mais.

#Dicas

#MinhaEstante - Livros Novos + Dica

12:40 PM


Hey pessoas! Cá estou eu feliz da vida com a minha mais nova aquisição. Ontem eu comprei dois livros novos da série House Of Night, Marcada e Traída, a imagem ali em cima mostra o terceiro também, Escolhida, mas é tudo ilustração. Eu queria muito ler está série e estou mais do que feliz por poder começar com os livros em mãos. Minha amiga já leu a série praticamente toda (por que nem todos os livros foram lançados ainda) e ela adorou, eu espero gostar também, vocês já leram House Of Night? Alguém aqui é fã? Estou aceitando opiniões sobre essa leitura (:

Em fim, quando eu disse que os livros eram novos eu menti. O.k, O.k, me julguem por ser uma mentirosa, eu não ligo porque está é a dica do dia (: Ontem eu fiz algo que eu acho que muitos de vocês deveriam, se tiverem a oportunidade, é claro. Aqui na minha cidade existe uma livraria chamada Book Center que não é uma livraria comum, ao contrário, é um lugar onde as pessoas compram livros usados ou até novos por um preço muito menor do que nas livrarias comuns, e neste mesmo lugar você pode trocar livros velhos (que você provavelmente não irá ler mais) por novinhos em folha para desfrutar de uma nova leitura. Eu sei, eu sei, eu também prefiro comprar livros novos para me deliciar com o cheiro, mas nunca se é possível dispensar um bom livro. O que aconteceu comigo? Vou lhes contar. Desde criança eu leio muito, livros infantis, sabe? A Bela e a Fera, A Branca de Neve, etc. Eu tinha vários livros infantis que nem eu e nem minha irmã mais nova iriamos ler mais, portanto o que eu fiz? Eu recolhi todos estes livros e os levei para este lugar o Book Center, lá a responsável pelo lugar contou os meus livros infantis que deram um total de 53 livros no preço de 20 reais e me deixou levar no lugar deles dois livros novos naquele valor, então eu escolhi Marcada e Traída que estavam no valor de R$ 10,00 cada um. Sim, os livros estavam em um valor escandalosamente baixo e em perfeito estado e sinceramente? Acredito que fiz um ótimo negócio. Como os livros que eu levei para trocar eram apenas coleções infantis eles valiam muito menos, mas de qualquer forma, quaisquer livros que eu fosse ler trocados por estes que estavam apenas acumulando poeira aqui em casa valeriam a pena. Como eu disse esta é a dica do dia, se vocês tiverem livros que não leem mais, ou até coleções infantis que não tem para quem dar, vale muito a pena procurar por estes centros na sua região e ver se é possível negociar por livros novos. O lugar é muito útil até mesmo quando você precisa muito ler um livro, mas a renda está baixa, geralmente os livros lá estão em preços mais acessíveis (: 

Espero que tenham curtido a dica do dia porque eu realmente curti. Deixem suas opiniões sobre o centro e sobre a série House Of Night. Muito obrigada por me darem um pouco do seu tempo, nos vemos em breve.

#DesafioLiterario

#DesafioLiterário - Metas Para 2014

11:21 PM

Hey pessoas! Eu resolvi lançar um desafio, mas um desafio para mim mesma. "Como assim, Bruna?" Calma, eu vou explicar meus queridos. Eu passei o ano de 2013 querendo ler muitos livros e muitas sagas e nesse "eu quero, eu quero, eu quero" eu acabei não atingindo quase nenhuma das minhas metas, mas este ano eu farei diferente. No #DesafioLiterario eu pretendo colocar em uma ordem da minha preferencia o nome de todos os livros e sagas que eu pretendo ler ainda este ano e então eu pretendo me empenhar profundamente para atingir essa meta, todos os livros que eu já li eu risco da lista e parto para os próximos, por que eu vou fazer isso? Bem, porque é um desafio e, horas, eu nunca perco ou desisto, então aí segue a lista de livros que eu pretendo ler ainda este ano, vocês, meus queridos leitores, podem seguir meu exemplo e até usar minha lista como referencia se quiserem, o que vale é o incentivo a leitura. Boa Sorte e que a sorte esteja sempre a seu favor.

  • Livros (V. Único):
- Capitães de Areia
- As Vantagens De Ser Invisível
- Dezesseis Luas
- Quem é você, Alasca?

Sagas:
  • Divergente
- Insurgente
- Convergente
  • Percy Jackson e os Olimpianos
- O Mar de Monstros
- A Maldição do Titã
- A Batalha do Labirinto
- O Último Olimpiano

  • Fallen
- Fallen
- Tormenta
- Paixão
- Êxtase

  • House Of Night 
- Marcada
- Traída
- Escolhida

  • A Seleção
- A Seleção
- A Elite
- The One

  • Crepúsculo
- Crepúsculo
- Lua Nova
- Eclipse
- Amanhecer

  • Academia De Vampiros
- O Beijo Das Sombras
- Aura Negra
- Tocada Pelas Sombras
- Promessa De Sangue
- Laços Do Espirito

  • Halo
- Halo
- Hades
- Heaven

  • A Mediadora
- A Terra Das Sombras
- O Arcano Nove
- Reunião
- A Hora Mais Sombria
- Assombrado
- Crepúsculo

  • Cabeça De Vento
- Cabeça De Vento
- Sendo Nikki
- Na Passarela

  • Harry Potter
- E a Pedra Filosofal
- E a Câmara Secreta
- E o Prisioneiro de Azkaban
- E o Cálice de Fogo
- E a Ordem da Fênix
- E o Enigma Do Príncipe
- E as Relíquias Da Morte

  • Já Lidos e/ou Resenhados:
- Lost Boys (O Verdadeiro Amor Nunca Morre)
- As Aventuras de Pi - sem resenha -
- Divergente ( Divergente,)
- Cabeça de Vento (Cabeça de Vento, )
- A Moreninha
- A Hospedeira
- Percy Jackson e os Olimpianos ( Ladrão De Raios,

Esta lista vai ser alterada periodicamente então eu vou adicionar mais livros ou até remover conforme o tempo passa. Até mais.

#Whatever

#Whatever | Lost Boys - O Verdadeiro Amor Nunca Morre

10:50 PM


Hey pessoas! Eu resolvi criar uma tag hoje. "Nossa, porque criar uma tag, Bruna?" Por que eu me sinto na obrigação de compartilhar coisas aleatórias com vocês, então, eu decidi criar a tag #Whatever que traduzida significa algo perto de tanto faz, qualquer coisa, ou até, que seja. Em fim, com essa tag eu vou postar coisas aleatórias da minha semana como por exemplo, tchan tchan tchan tchan, o que eu vou comentar com vocês agora sobre esse livro da foto: Lost Boys - O Verdadeiro Amor Nunca Morre.

Minhas tardes de férias vem sendo bem tediosas ultimamente então para animar um pouquinho hoje uma amiga minha, Ana Luiza, veio me fazer companhia de tarde (weeeee *u*), e além de me fazer companhia ela me emprestou um livro que ela comprou a pouco tempo, o livro é o mesmo da fotinho acima e como vocês podem ver o nome é Lost Boys, mas embora o título seja inglês a escritora é brasileira, ela vive em São Paulo e o nome dela é Lilian Carmine. Eu particularmente nunca havia ouvido falar desta escritora, mas se o livro for realmente bom Lost Boys promete fazer sucesso porque ele  não é um volume único meus queridos leitores, não mesmo, pelo o que minha amiga me disse a Lilian ainda está escrevendo os outros livros desta série portanto vamos aguardar para ver e torcer para que o trabalho dela valha a pena.

Vamos a parte importante, Lost Boys fala sobre a história de uma menina chamada Joey Gray que acabou de mudar-se para está cidadezinha estranha e ela chega lá muito perdida e tudo o mais e então com um empurrãozinho do destino ela acaba conhecendo este garoto o Tristan Halloway, e o garoto é muito misterioso e é claro que ela vai se apaixonar por ele, mas acontece que Tristan não é um garoto comum meus queridos, Tristan é na verdade um fantasma. Um fantasma muito bonito. 

Eu ainda não tive a oportunidade de ler o livro, mas eu estou realmente interessada na história por que além de minha amiga ter falado super bem do livro só o designe da capa já valeria a pena. Quando eu vi este livro eu me senti na obrigação de lê-lo porque toda a arte da capa é impressionantemente linda. Eu não achei muitas pessoas que conhecem esse livro, na verdade eu procurei na internet e eu achei pouco conteúdo sobre, mas as resenhas que eu li foram positivas, e acima de tudo o livro mostrou ser uma literatura em potencial. 

Assim que eu ler farei uma resenha e tomarei todas as medidas para tentar postar o livro para que vocês também conheçam a história de Joey. Antes de terminar eu gostaria de reforçar a ideia de que ela é uma escritora brasileira e nós como brasileiros devemos buscar conhecer e valorizar o trabalho destes escritores porque muitos deles e eu realmente quero dizer a maioria tem tanto potencial quanto qualquer outro escritor internacional. 

Se alguém estiver interessado a editora do livro é a LeYa e o livro é um clássico YA as observações do livro são "Perfeito para fãs de Stephenie Meyer e Lauren Kate" então é isso pessoal, muito obrigada por me acompanhar em mais está jornada, falo com vocês em breve. 


#ComentemSobreOLivro

#Resenhas

Resenha - A Moreninha

1:18 AM

Título: A Moreninha
Sub-titulo: -
Autor:  Joaquim Manuel De Macedo
Nº Páginas: 159
Editora: Ática
Ano: 1844

Hey pessoas! Eu resolvi fazer a minha primeira resenha aqui no blog de um clássico da literatura brasileira, eu não acho que seja uma literatura "famosa" entre os jovens, mas eu tenho quase certeza de que boa parte já deve ter pelo menos ouvido falar do livro.

Bem, como eu li este livro a pouco tempo eu resolvi que seria mais fácil começar por ele, afinal, minha memória ainda está fresca e tudo mais. Então, para começar de forma bem honesta A Moreninha é um clássico escrito no ano de 1844 então a leitura do livro é bem mais complicada do que o habitual ao que eu estou acostumada. Eu fiquei um pouco hesitante no começo, antes de ler e tudo o mais, porque assim que eu abri o livro eu já pude perceber que é uma literatura bem puxada e cansativa, mas em fim, como eu sempre houvia falar desta tal de Moreninha a curiosidade falou mais alto e eu finalmente tomei coragem para ler o livro. A edição que eu li na verdade é da editora Ciranda Cultural e é a primeira versão de toda a história, o mais próximo do original que eu poderia chegar.

A Moreninha é a história de quatro amigos estudantes de medicina, Filipe, Leopoldo, Augusto e Fabrício, e estes quatro estudantes vão passar um feriado na casa da avó de Fabrício que fica em uma ilha e lá na mesma ilha estão também várias garotas muito bonitas, história vai história vem, os rapazes começam a se interessar pelas moças e as moças pelos rapazes e tudo o mais, mas existe esse rapaz o protagonista da história, Augusto, e ele é do tipo que só se diverte com as garotas e que não se apaixona verdadeiramente por nenhuma por mais de um dia e então antes de eles viajarem Augusto e o amigo Fabrício fazem uma aposta de que se Augusto se apaixonar por alguma das meninas da ilha por mais de 15 dias ele terá que escrever um romance e Augusto não fica realmente interessado em nenhuma das meninas até conhecer a tal Moreninha que é irmã mais nova de Fabrício, e daí então começa toda aquela história de romance, e o autor te faz viajar pela história como se você fosse o telespectador de um filme e você conhece o passado de Augusto e embora ele tenha sido muito "mulherengo" a única coisa que impede o relacionamento dos dois é uma promessa que ele fez quando ainda era criança e a partir dai eu não posso mais contar porque não quero dar spoilers sobre o livro, mas a história em um geral é boa, é legal, é interessante porque para quem curte romance como eu é realmente uma coisinha bonitinha, vamos dizer, é fofo e tudo o mais, mas a literatura em si é muito puxada, e eu sei que vou ser muito criticada por isso, mas eu achei o livro muito enrolado, muito cansativo. O livro tem apenas 150 páginas e são 150 páginas que eu deveria ler em algumas horas e que eu li me arrastando por alguns dias, por que é uma literatura pesada, existem muitas palavras que eu tive que parar para procurar e pelo menos na versão que eu li é algo bem exaustivo porque tem toda aquela monotonia e tudo o mais. Porém, tirando toda a exaustão de ler é um livro que por ter sido escrito na época em que foi é realmente bom, não é nada espetacular ou surreal, é um romance até um pouco diferente dos habituais, mas é bom.

Caso você esteja interessado em ler A Moreninha eu indico que você procure por uma versão mais atual com um linguajar mais simplificado porque talvez o livro não fique tão arrastado. Como é um livro antigo já existem várias versões dele e eu não tenho certeza sobre como elas estão, mas eu acredito que estejam sendo simplificadas afinal é uma obra que marcou a literatura brasileira e se fosse mais fácil de ler eu realmente indicaria para a minha irmã mais nova ler.

Duas coisas que realmente me irritaram no livro foi o fato de que o autor não citou o nome da ilha para qual eles viajaram e é claro que talvez não seja algo tão importante assim, mas o fato é que ler a reticencias no lugar do nome é algo irritante, pelo menos para mim foi muito irritante e eu precisava reclamar sobre isso, O.k! A segunda coisa é que a idade dos protagonistas é bem antagônica e se não me engano o rapaz, Augusto, é sete ou oito anos mais velho do que a Moreninha, mas a questão é que até aí tudo bem, realmente idade não significa nada quando se trata de amor, correto? Mas existe uma parte do livro em que a garota convida Augusto para brincar com as suas bonecas e isso me deixou um pouco perturbada por que ambos estão vivendo um romance, no meu ver, adulto então eu não sei, talvez seja por causa da época, talvez seja por que eu sou perturbada, mas isto me irritou um pouco. De qualquer maneira A Moreninha é basicamente tudo isso, mesmo que a leitura seja difícil, mesmo que a história se arraste durante 150 páginas eu indico que vocês leiam  porque é um clássico e é bom que jovens tenham conhecimento sobre livros como este.

PS: Eu não sabia que existia um filme sobre este livro, 'o'. Eu ainda não o assisti, aproposito, mas pretendo comentar sobre assim que tiver a oportunidade.

Espero que tenham gostado da resenha, me desculpem se ficou um pouco bagunçado, é a primeira resenha que eu faço na minha vida, então, perdão pelos erros. Comentem o que acharam da resenha, comentem o que acharam do livro se vocês já tiveram a oportunidade de ler, me deem suas opiniões sobre a literatura e sobre a cinematografia também, claro. Falo com vocês em breve!

Queridos Leitores....

12:11 AM

Hey pessoas, eu me chamo Bruna e este é o primeiro post do blog: Querido Escritor!


Primeiramente eu gostaria de dizer que estou muito feliz por ter finalmente criado um blog. Meu objetivo com o Querido Escritor é, além de publicar livros para que os leitores possam ter um fácil acesso gratuito online, proporcionar discussões sobre leituras e aperfeiçoar o gosto de muitos pelo habito de ler. Por que ler é tão bom e faz tão bem que é quase um crime termos um grupo tão limitado de leitores. 

Não, eu não li muitos livros na minha vida, na verdade eu comecei a ler com, mais ou menos, 11 para 12 anos, mas eu acho que essa interação com outros leitores é importante para todas as pessoas que realmente gostam de ler, pois a discussão sobre a literatura, o ponto de vista de cada um e a oportunidade de enxergar novos pontos de vista é algo que nós temos que aproveitar como comunidade. 

Todo começo de blog é sempre devagar, mas eu realmente espero fazer com que o Querido Escritor torne-se um amigo de vocês, ou pelo que eu escrevo, ou porque vocês gostam de ler os livros que eu posto, eu simplesmente estou fazendo o que eu amo, escrever, e eu espero que vocês se simpatizem, pelo menos um pouco, com isto. 

Eu tenho quase certeza de que poucas pessoas iram realmente ler isso até o final, mas se você realmente leu muito obrigada por fazer parte deste começo que, embora pareça bobo, é muito importante para mim.

Queridos Leitores, este é o meu Querido Escritor.  

Popular Posts

Like us on Facebook

Flickr Images